LINHA DE NUTRIÇÃO: SITE DA NATURAL
Vendas WhatsApp
TELEVENDAS: 49 2020 0392

BLOG DA | Orgânica

Postado em 30 de Março às 15h00

Homeopatia veterinária: princípios e vantagens

Notícias (9)

A homeopatia foi criada pelo médico alemão Samuel Hahnemann no século XVIII, quando aos 34 anos de vida estava insatisfeito com os resultados da medicina tradicional. Muito estudioso, passou a dedicar seu tempo na tradução de livros sobre medicina. Em um determinado momento traduziu o texto do Dr. Cullen sobre Cinchona officinalis, conhecida como Quina, medicamento usado no tratamento da malária. Posteriormente Hahnemann experimentou a quina, observou sintomas semelhantes aos da malária e quando parou de usar, eles desapareceram.

Antes de Hahnemann realizar as experimentações com a homeopatia, Hipócrates, aprox. 300 a.C., já citava três formas diferentes de tratamento, sendo a 1ª“contraria contariis curentur” contrários curam contrários (base da alopatia), a 2ª “similia similibus curentur” semelhantes curam semelhantes (base da homeopatia) e 3ª “vis medicatrix naturae” cura natural através das defesas do organismo. A partir desse conhecimento, Hahnemann decide realizar a experimentação de substâncias em pessoas saudáveis, anotando o que as pessoas sentiam durante e após a experimentação. Com base nisso, escreveu três importantes livros para a história da homeopatia, o “Organon da Arte de Curar” (1810), “Matéria Médica” (1811-1821) e “Doenças Crônicas” (1828).

Durante a escrita de seu primeiro livro, o Organon, estabeleceu 3 princípios:

Lei do Semelhantes: uma doença pode ser tratada e curada pela substância capaz de produzir os mesmos sintomas da doença em um indivíduo saudável.

Experimentação: é realizada em pessoas sadias para avaliação e anotação dos sintomas apresentados.

Doses infinitesimais: 
Hahnemann na tentativa de diminuir os efeitos tóxicos e letais de algumas substâncias, determinou o processo de doses infinitesimais, que consiste na ultradiluição de substâncias e entre cada processo agitar vigorosamente o frasco, o que é chamado de dinamização.

A homeopatia veterinária no período de Hahnemann era pouco utilizada como tratamento, porém, são conhecidos alguns relatos do uso da homeopatia em doenças debilitantes de equinos, felinos, cães, ovinos e caprinos. Atualmente, a homeopatia está consolidada como ciência e como forma de tratamento e prevenção de doenças específicas em animais de companhia e de produção. Com toda certeza, eficaz e vantajosa aos animais e proprietários. Isso tudo se deve aos excelentes resultados apresentados que comprovam a eficácia. 

Dentre as vantagens visualizadas, destacamos:

Fornecimento: medicamentos homeopáticos podem ser incluídos na dieta dos animais, ofertados junto aos alimentos ou na água. A forma como é fornecido ao animal é pensanda na praticidade, diminuição de mão de obra e melhor via de aceitação. Assim, evita-se o estresse comum dos tratamentos alopáticos, onde há contenção do animal para fornecimento através de vias forçadas, como as orais ou injetáveis.

Período de ação: a ação do medicamento homeopático depende da gravidade da doença. Manifestações agudas apresentam respostas mais rápidas. Doenças crônicas, apresentam respostas mais demoradas, entretanto, pode haver variações de acordo com o indivíduo e a doença.

Promoção do bem-estar animal: a homeopatia é considerada uma terapia não agressiva, pois atua na estimulação da força vital do organismo sem apresentar efeitos colaterais e tóxicos.

Sem carência e sem resíduos: seguindo o princípio de Hahnemann sobre doses infinitesimais, retira-se toda matéria da substância e através da dinamização, confere-se maior energia ao medicamento. Assim, retirados os efeitos tóxicos e possíveis resíduos, tem-se um medicamento que não causa intoxicação ao animal e ao aplicador ou contaminação do meio ambiente. Não tendo nenhum resíduo no medicamento, não é necessário um período de carência para consumo da carne, leite e ovos dos animais tratados.

Maior lucratividade: a homeopatia pode ser usada nas propriedades de forma preventiva e curativa, o que facilita ao produtor a redução da incidência de doenças. Além disso, quando um animal estiver em tratamento, não é necessário descartar produtos como carne, ovos, leite e derivados, já que a homeopatia não apresenta risco de contaminação.

Perante as vantagens citadas e visualizadas no campo, a homeopatia é uma alternativa nas propriedades para melhorar o manejo, o desempenho, a saúde e qualidade de vida dos animais e das pessoas que lidam diariamente na área da produção animal. Através do equilíbrio vital que a homeopatia proporciona, observa-se redução na incidência de doenças no rebanho, consequentemente, faz com que seja menor o uso de produtos alopáticos. Por fim, destaca-se a melhora na qualidade de vida do consumidor final que cada vez mais está a exigir alimentos seguros e não contaminados. 



Texto por:
Patrícia Glombowsky

  • Orgânica Homeopatia Veterinária -

Veja também

Orgânica Homeopatia Veterinária presente na Itaipu Rural Show 201902/02/19 A Orgânica Homeopatia Veterinária esteve presente junto com a Natural Saúde e Nutrição Animal, durante os dias 30 e 31 de janeiro e 1 e 2 de fevereiro, na 21ª edição da Itaipu Rural Show realizada em Pinhalzinho - SC. Esta foi a primeira feira do ano com participação direta das empresas, movimentando produtores de toda a região oeste. O......
Seu cãozinho sofre de síndrome do abandono?11/05 A Síndrome do Abandono, também conhecida como Síndrome da Ansiedade de Separação (SAS) pode ser caracterizada como um conjunto de comportamentos que os cães exibem ao serem deixados sozinhos, ao serem separados de......
Uma história em constante evolução.10/01/18 Com os pés no chão e o espirito empreendedor, o administrador Jerson Reginatto sempre despertou interesse em ter seu próprio negócio. Por muito tempo trabalhando no desenvolvimento de projetos para uma farmácia......

Voltar para BLOG